quinta-feira, 1 de novembro de 2018

Três ideias sobre doutrinação e “ideologia de gênero” na escola que são falsas

Em tempos de debate político, informações erradas circulam nas redes sociais sobre educação; entenda o que elas significam de fato
 

terça-feira, 23 de outubro de 2018

Clicar, em vez de viver, tornou-se norma

por Marsílea Gombata — publicado 01/04/2013 10h37, última modificação 24/12/2013 08h51
Pelo mundo, fotógrafo carioca registra compulsão dos turistas em retratar suas viagens com câmeras digitais
No projeto de Seixo, fotografia
 passa a fazer o papel da natureza,
 instaurando-se como realidade física
Em meio ao burburinho da sala onde fica o quadro Mona Lisa, no Museu do Louvre, em Paris, o fotógrafo Fabio Seixo percebeu algo não exatamente errado, mas exagerado. Os visitantes se espremiam para disparar os flashs da máquina e ter a foto de uma das imagens mais intrigantes e conhecidas do mundo. A guerra para fotografar a musa enigmática imortalizada por Leonardo da Vinci revelava, ali, algo maior: a necessidade de se vivenciar, por meio da foto, a experiência do presente.

terça-feira, 25 de setembro de 2018

A incrível máquina de escrever digital VI

As grandes empresas e grande parte dos órgãos públicos costumam oferecer cursos e seminários para funcionários e convidados, mesmo com toda a tecnologia existente é comum o uso de grande volume de papéis. Normalmente esses cursos e seminários são presenciais, os inscritos ao chegarem ao local do evento recebem grande quantidade de panfletos de todas espécie, ou seja, é grande a movimentação de papéis e pessoas.

sexta-feira, 21 de setembro de 2018

A incrível máquina de escrever digital V

Com o surgimento das máquinas de escrever (Máquinas de Datilografia) o acesso e a circulação de informações em diversas formas de documento aumentou consideravelmente para todos em todas as classe sociais. Foram criadas escolas e ensinados métodos e técnicas que permitiram as pessoas escreverem com exatidão e rapidez. Logo depois vieram as Máquinas de Escrever Elétricas, que na prática não se diferenciavam muito, em termo de uso, das antigas Máquinas de Datilografar, há não ser pelo fato que o retorno e avanço do papel que passou a ser feito por um pequeno motor elétrico, mas os documentos continuaram sendo datilografados em papéis, depois levados para as devidas correções e retornavam para serem reescritos com as alterações. Neste mesmo período começaram a aparecer as máquinas elétricas que gravavam o último texto escrito e foram o ponto de partida para as futuras Máquinas de Escrever Digital ( computadores desktop).

segunda-feira, 17 de setembro de 2018

A incrível máquina de escrever digital IV

O surgimento dos computadores facilitam o arquivamento dos documentos pessoais que são conhecidos atualmente como banco de dados. As empresas comerciais, serviços públicos, escolas, segurança, etc tem guarda os cadastros dos clientes, alunos, funcionários e seguidores de maneira digital e de fácil e rápido acesso. Esses Banco de Dados ficam em computadores interligados em rede local e internet, podendo ser acessado em qualquer parte da empresa e estando a empresa distribuída por vários locais, cidades ou mesmo países.

A incrível máquina de escrever digital III

Os computadores se modernizaram, mas a tecnologia do momento é a internet e com ela veio o poder de se compartilhar serviços. Com o surgimento do compartilhamento é possível várias pessoas trabalharem, ao mesmo tempo, em um único documento e estando em locais diferentes. Quando falo em locais diferente, as pessoas podem está cada uma em suas casas, até mesmo morando em países diferente e conjuntamente estarem escrevendo no mesmo documento ao mesmo tempo (chama-se trabalhar de maneira colaborativa). Ao final do término do trabalho que cada pessoa é responsável de escrever, o projeto já estará pronto. 

Em um documento compartilhado é possível trabalhar várias
pessoas  ao mesmo tempo e sem necessidade de ficar enviando
papeis arquivos digitais para várias pessoas.
Estranhamente, muitas pessoas ainda continuam fazendo projetos onde uma pessoa cria o documento, depois de escrever a parte que cabe a ela, ela envia esse documento (as vezes em forma de arquivo digital e as vezes imprime e envia) e envia para que os outros participantes do projeto vá adicionando a parte correspondente a cada um. Essa maneira de trabalhar é mais demorada, demanda mais gasto de papéis e funciona como os computadores fossem apenas simples máquinas de escrever e não pudessem se comunicar entre si !

quinta-feira, 13 de setembro de 2018

A quem interessa o fracasso da educação brasileira?

Coordenadora da Contee reflete sobre como os dados do Ideb podem ser utilizados para reforçar propostas como a Reforma do Ensino Médio


Por Madalena Guasco Peixoto


A notícia foi alardeada em toda a imprensa: nenhum estado conseguiu atingir a meta do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) para o ensino médio. A projeção de nota para essa fase da vida escolar era 4,7, mas a média nacional ficou em 3,8, avançando apenas 0,1 em relação a 2016. Nos últimos anos do ensino fundamental, apenas sete das 27 unidades da federação atingiram a meta 5. No geral, a média foi de 4,7.

quarta-feira, 12 de setembro de 2018

A incrível máquina de escrever digital II

Antes mesmo do surgimentos dos chamados computadores , apareceram algumas máquinas de datilografar com recursos que serviram de idéia inicial para a criação dos atuais computadores, que foram as Máquinas de Escrever Elétricas.

No início, as máquinas de escrever elétricas foram uma revolução. Tinham um qualidade de escrita impecável e se conseguia corrigir erros de datilografia onde a máquina retornava apagando no máximo uma linha. Mas logo apareceram algumas máquinas que gravavam o último texto digitado e era na realidade uma máquina intermediária entre a antiga máquina de escrever elétrica e os atuais modernos computadores. 

terça-feira, 11 de setembro de 2018

A incrível máquina de escrever digital I

Depois de muitos anos que aposentarem a máquina de escrever, descobri que a maneira de se trabalhar escrevendo documento ainda continua como antigamente. Continua, mas não escrevendo naquelas antigas máquinas de escrever, mas atualmente a grande maioria das pessoas estão utilizando os moderníssimos computadores, que por hora chamo de Máquina de Escrever Digital, por que tem muita gente que usa o computador para escrever os documentos como se estivessem na época das antigas máquinas de escrever!

Existem algumas diferenças básicas que não muda muito o sentido do trabalho feito atualmente com as modernas Máquinas de Escrever Digitais e as antigas Máquinas de Escrever. Entre as várias diferenças, duas se destacam: atualmente as pessoas não fazem mais curso de datilografia e também não escreverem diretamente em um papel físico e sim em um papel virtual que aparece nos chamados monitores.

quinta-feira, 30 de agosto de 2018

Luta contra a BNCC do Ensino Médio mostra a vitalidade popular

Em artigo, coordenador da Contee fala sobre os movimentos contrários à aprovação da BNCC do Ensino Médio


Por José de Ribamar Virgolino Barroso

Já por duas vezes neste ano, audiências públicas que discutiriam a Base Nacional Comum Curricular (BNCC) do Ensino Médio foram canceladas. Na sexta-feira, 10, em Belém (PA), um protesto de professores e estudantes impediu que os conselheiros ocupassem suas mesas e dessem início à audiência. Antes, no dia 8 de junho, a audiência pública programada para acontecer em auditório no Memorial da América Latina, em São Paulo, também foi cancelada, devido a uma intensa manifestação protagonizada por professores e estudantes.