segunda-feira, 16 de janeiro de 2012

CRIMINALIZANDO OS PROFESSORES, COMO?


Todas vez que acontece greves dos professores, escuto algumas manifestações, de alguns cidadãos, que não vejo ninguém respondendo ou mesmo questionando as declarações dessas pessoas. As vezes , essas declarações são feitas nas redes sociais (internet). com frases que podemos citar: "se estão achando ruim por que não pedem demissão" e "vão trabalhar vagabundo".

Essas manifestações, em desaprovação as greves dos professores (acontecem com outras categorias), é em decorrência da criminalização das manifestações populares pelos meios de comunicação. É claro que você pode questionar: mas, eu nunca vi nenhum meio de comunicação dar alguma nota contra as greves do professores? No caso dos professores, essa criminalização não é tão explicita e ocorre por omissão de algumas informações por parte da imprensa e até do governo.

Primeira frase:

 "se estão achando ruim, por que não pedem demissão?? (no setor público a demissão se chama exoneração).

Quantas notícias você já viu nas televisões, rádios, jornais e internet sobre a quantidade de professores que pedem exoneração durante o decorrer do ano? Em decorrência, dessa omissão, as pessoas acham que nenhum professor ou funcionário público pede pra sair do emprego durante do decorrer do ano por motivos de salário.
E em relação aos professares que deixam os cargos em decorrência das aposentadorias, quantas estatísticas e números são mostrados nos noticiários?

Inclusive, é comum algumas pessoas se questionarem por que tanto concurso público para professores se o número de matriculas estão caindo assustadoramente? Isso ocorre pelo simples fato que geralmente a grande imprensa omiti as informações questionadas anteriormente: as exonerações e aposentadorias dos professores.

Quanto a segunda frase

 Acredito que seja decorrência da primeira, como os professores, mesmo estando insatisfeito, não pedem pra sair do emprego (as pessoas acham isso por não sair nenhuma informação na grande imprensa), passa a ideia que estão apenas procurando motivos para não ir trabalhar e o mais importante, não sabem que uma greve é muito mais cansativa e estressante que o dia a dia no trabalho, pelo menos para aquelas que realmente fazem a greve.

Claro, existem os oportunistas que se aproveitam, por ocasião da greve, para viajar ou resolver problemas particulares e esses são tomados como exemplo, pela grande imprensa, como representantes de toda categoria e indiretamente utilizados para se criar uma falsa opinião pública em relação aos professores..

Eu sempre costumo dizer que a imprensa não precisa criar fatos mentirosos, basta omitir algumas fatos e mostrar as informações pela metade para que os ouvintes se encarreguem de gerar as falsas premissas e disseminar assim uma mentira, ou seja, uma das maneiras da imprensa mentir e ocultando alguns fatos! 

Vou contar um caso que aconteceu que exemplifica o que estou afirmando:

Quando fui estudar na UFS (Universidade Federal de Sergipe), era obrigado a viajar todos os dias da cidade onde residia (Itabaiana-SE) até a cidade de Aracaju-SE. Neste período ocorreu uma greve dos alunos e paralelamente estava ocorrendo a greve dos bancários. Por ocasião desta greve o então governador,  da época, tinha viajado para Brasília. Os grevistas se organizaram para fazer uma manifestação no Aeroporto Santa Maria (Aracaju) para recepcionar o governador no retorno de viagem. Coincidentemente ,os chamados correligionários do governador, planejaram uma recepção de boas vindas.   

Na chegada do governador, ao aeroporto, tinha duas manifestações, uma com gritos de ordem e outra aplaudindo. A chamada imprensa local, principalmente a televisão,  entrevistou os lideres dos grevista e os lideres dos correligionários.

Quando terminou as manifestações retornei para casa, contei a minha mãe que estavam ocorrendo greves na Universidade e também dos bancos e que aconteceu uma manifestação e que a noite iria passar no jornal da Televisão.

A parte mais importante desta história é que o apresentador deu a notícia, do retorno do então governador, da seguinte maneira: Governador do Estado é recebido com festa ao retornar de Brasília. Simplesmente ele omitiu a parte da manifestação que gritava palavras de ordem contra o governador e sequer foi mostrado qualquer entrevista dos lideres da greve!!!!

Resultado, passei por mentiroso perante a minha mãe que me indagou: você está inventado coisas menino, no jornal nem sequer foi falado dessas manifestações de grevistas contra o governador!!!!

Antônio Carlos Vieira
Licenciatura Plena - Geografia (UFS)

4 comentários:

  1. Este fato de desconsideração com a classe dos professores não é balela não,é fato comprovado.Na última greve dos professores em 2011 nosso governador, que se diz a favor da classe dos trabalhadora(PT), além de descumprir os três princípios da CONSTITUIÇÃO FEDERAL,descumpriu com o pagamento dos professores na sua integralidade, com vencimentos apartir de JANEIRO/2011, conforme foi aprovado em
    Lei.Este em 2012, pretende ser MINÍSTRO!Só com muinta ORAÇÃO! TALVEZ!!!!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O texto não tem nada a ver com o cumprimento ou não por parte do governo e para piorar o texto não fala que é balela a desconsideração com os professores, pelo contrario, afirma que existe uma criminalização por parte da imprensa e dos ouvintes desta imprensa. Ou esse anônimo é um analfabeto funcional ou quer aproveitar para fazer política partidária desvirtuando o objetivo principal do texto!!!!!

      Excluir
  2. Há algum tempo, venho observando o seu posicionamento político, Prof. Antonio Carlos. O Sr. é do tempo em que fazer oposição era o "must" para as cabeças pensantes. O Sr. há de convir que os tempos mudaram e o grupo ao qual era defendidos pelo Senhor, está hoje no comando e fazendo tanto ou pior que os que lá estavam.

    Não quero discutir ideologia, pois tenho certeza de que a única que existe é a da sobrevivência. O que quero é não mais ver que existem profissionais tão brilhantes , como o Senhor, que ainda estão presos a ela.

    Que bom que existiu esse anônimo, pois ele me fez escrever para o Senhor.

    Sou Professor. Votei neste elemento que está no governo, em seu primeiro mandato. Não venho satisfeito, desde à segunda vitória dele.

    Pense. Reflita. Mude. Pois só assim, o Senhor vai poder enxergar o óbvio: ESTÁ SENDO ENGANADO.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pelo visto eu nem preciso pensar, já que existe pessoas pensantes como você que já enxerga o óbvio. Eu não vejo as coisas assim, esse governo tem seus erros, agora achar que ele é pior que o anterior!!! É claro que isso não é um problema, é só mudar de candidato nas próximas eleições e pelo que eu sei o candidato disparado nas pesquisas era o chefe governo anterior e como você diz que o atual está pior e só esperar que ele estará de volta!!!!! Acho que você é o único professor que acho que eu sou brilhante rs rs rs rs rs(de qualquer maneira obrigado). OBSERVAÇÃO.: se você observou este espaço não é utilizado para fazer política nem ideológica e nem partidária (partidário sempre utilizo esse: http://carlos-geografia.blogspot.com) e se leu o texto pertencente a este comentário, o mesmo está defendendo os professores (em relação ao governo e a mídia) e não atacando!!!!!

      Excluir