quarta-feira, 9 de março de 2011

Aulas aos sábados!!! Os alunos freqüentam?

Por Antônio Carlos Vieira

 Recentemente li em alguns jornais e na internet algumas críticas (algumas pessoas defendiam) o início do Ano Letivo de 2011 depois do carnaval (metade do mês de março). O interessante é que em anos anteriores o ano letivo sempre se iniciou no mês de fevereiro (as vezes antes do carnaval) e por que este ano no mês de março e depois do carnaval?
          Qualquer pessoa que pegue o calendário anual e faça uma distribuição pelos dias letivos irá perceber que o ano sempre extrapola o mês de dezembro para janeiro do ano seguinte. Os professores enfrentam dificuldades pelo fato de (dezembro é um mês de festas) muitos alunos não retornam para o encerramento do ano letivo em janeiro. Para que isso não aconteça são lecionadas algumas aulas no dias de sábados. Só que, colocando o inicio das aulas no meio do mês de março, todos os sábados terão que ter aulas para compensar o atraso no início das aulas deste ano. A pergunta que não quer calar: atualmente os alunos assistem as aulas nos dias de sábado?

Quando faço críticas a maneira que está sendo conduzida a administração do Ensino Público Estadual é um disse não disse em defesa do Estado por parte de alguns professores e pedagogos e fico me perguntando se realmente estão preocupados com a qualidade de ensino. Senão vejamos, atualmente não é permitido reprovar aluno por faltas, existe uma grande resistência por parte do pedagogos e Coordenadora Pedagógicas para não se mandar o aluno indisciplinado se retirar da sala de aula, se o professor reprova mais de dez por cento do total geral da turma recebe uma carta pedindo explicações pelo fato! Vou repetir a pergunta de outra maneira: se estão preocupados com a qualidade de ensino, como se explica tantas aulas no sábado,quando se sabe que no sábado, 90% dos alunos não comparecem as aulas? (existem alguns professores que não comparecem nos sábados).
Pelo visto, a única preocupação do Estado perante o Ensino Público é fazer com que os alunos passem pelos bancos escolares de qualquer jeito (quanto mais rápido melhor) e para isso se utiliza procedimentos estranhos, tais como: colocação dos chamados pacotes(clique aqui), arrumação das turmas de maneira a fazer com que o professor seja explorado ao máximo na sua carga horária se utilizando da Mais Valia Relativa (clique aqui), alterando a Grade Curricular (clique aqui) e agora se colocou aulas em todos os sábados!!!
O interessante é que todos esses itens deveriam ser prerrogativas da administração do colégio juntamente como os professores e discutidos em reunião. Se você questionar qualquer diretor, ele provavelmente, irá dizer que apenas seguiu “orientação da Secretaria de Educação”.
Será que está chegando em nosso estado a Aprovação Automática?

5 comentários:

  1. Não. Os alunos não vão aos sábados - a maioria - e os professores também não vão - a maioria.
    O calendário escolar, infelizmente, é um faz de conta, e os diretores, que são indicados - independente de ter ou não capacidadae - não participam e não têm voz ativa na hora de definir o calendário. Essa é a via de regra.
    Obrigado, professor, pela visita ao meu blog!
    Um abraço!

    ResponderExcluir
  2. A discussão sobre auas aos sábados é bastante per tinente. Observa-se uma rade dificuldade em cumpri-se os 200 dias letivos intituídos por lei. O fato é que isto é desrespeitado tanto nas esfera pública como na particular, perdeu-se o objetivo de qualificar a educação aumentado o número de dias em que alunos deveriam permanecer na escola, de fato nos sábados letivos o aproveitaento é mínimo, já é chegada a hora de revizar esta situação e acolher soluções que de fato qualifiquem o ensino.

    ResponderExcluir
  3. È de fato e notório que, o faz de conta acontece já há alguns anos, e agora se vê que não priorizou a questão democrática, pois estamos com todos os sábados com realizações de eventos, para que o aluno sinta mais prazer em participar.Continua a questão do aluno, ir ou não!!!!

    ResponderExcluir
  4. A sala de aula no sábado é praticamente vazia, inclusive os próprios professores, muitas vezes, não comparecem as aulas. É certo que o número de dias letivos equivale a 200, mas porque acrescentar aulas no sábado ao invés de começar o ano letivo mais cedo e parar de imprensar tudo quanto é feriado?

    ResponderExcluir
  5. O fracasso dos sábados letivos se dá ao fato que a ampliação de 180 para 200 dias letivos tornou o trabalho pedagógico exaustivo! até hoje não entendi essa ampliação quantitativa no arfã de atingir o qualitativo.até quando iremos aceitar?

    ResponderExcluir